17

mar

2014

Unhas da semana #35

Por Luana Ribeiro

E uma nova semana vindo aí e com ela as ‘Unhas da semana’. Na 35ª edição da nossa seção querida, eu e a Camila estamos em sintonia, escolhemos esmalte roxo para fazer as unhas! Vem ver:

.: Camila: 

Os tons de roxo estão no meu top 5 de cores preferidas para as unhas! E dessa vez optei por dois deles, voltando ao ombre, que nunca mais tinha feito. Tentei também tirar um pouco do comprimento das garras hehe soy loka por unhas curtinhas :~ gostei muito do produto final, não lembro de ter tentado fazer tom sobre tom assim… mentira! Fiz sim, com rosa hehe. O fato é que já queria tentar com outras cores! <3

Unhas degradê roxa

.: Luana:

Minhas unhas em fase de crescimento novamente, algumas quebraram e pedi para cortar tudo igual para crescerem juntas. Já fizemos um post aqui no blog sobre unhas curtinhas, lembram? No link tem uma algumas opções de manicure para quem está nessa fase das unhas, por opção ou porque quebrou mesmo. Acho linda com cores escuras, pensei até pintar de preto ou vinho, mas lembrei de uma esmalte roxo que uma cliente do salão tinha pintado há algumas semana e achei incrível o tom…. para dar uma alegria dentro do possível, glitter na filha única, CLARO. ~Não reparem aqueles dois lascadinhos no canto, bati assim que saí do salão e tentei consertar sozinha mas não rolou~

unhas roxas curtas

Lembrando que nossas unhas são resultado do trabalho das manicures da Dedo de Moça Nail Bar. O salão fica na Rua do Comércio II, 1005, Bairro Parque 10. Para agendar um horário é só ligar  3646-0776.

posts relacionados

11

mar

2014

Projeto 365 filmes 2014 + sessão especial Cinépolis

Por Camila Martins

Na virada de qualquer ano, é bastante comum tentar se comprometer com algum tipo de projeto. Uns colocam na cabeça que chegou a hora de buscar um estilo de vida saudável, com reeducação alimentar e exercícios regulares, enquanto outros planejam trabalhar nas economias ou de repente ler mais livros, a começar pelas edições encalhadas na estante. Quem nunca, não é mesmo? Em 2014 não poderia ser diferente, e a gente logo preparou uma lista de novas metas (reais, é claro).

Entre certas promessas, embalada por uma postagem de um amigo no Facebook, onde ele dizia ter assistido trezentos e poucos filmes em 2013, resolvi aceitar o desafio de ver 365 longa-metragens, e assim surgiu o projeto #365filmes2014. Compartilhei a ideia com a Lu e outras miguxas que toparam no ato fazer parte da empreitada. Sempre curtimos cinema, tínhamos listinha do que assistir, mas não acho que tínhamos ever levado a sério assim #compromissos.

Antes de explicar como funciona e falar um pouco mais sobre o projeto, vamos compartilhar nosso ~progresso~ com vocês hehe.

filmes LUANA1filmes LUANA2filmes LUANA3

filmes camila1filmes camila2filmes camila3filmes camila4filmes camila5filmes camila6filmes camila7

Como vocês podem perceber, pra quem pretende assistir 365 filmes, estamos bem atrasadas! Kekeke. Mesmo que sentar na frente da tela, com pipoca (ou brigadeiro), curtindo ~bons longas~ seja muito divertido e por que não, enriquecedor também, não é nada fácil encontrar o tempo necessário, ainda mais quando se acompanha MUITOS seriados – guilty! É questão de prioridades – no caso, estamos trabalhando nisso hahaha. É bom que os programas têm mudado um pouco – ao invés de gastar na rua, rola uma reunião na casa de alguém! O bolso agradece a economia.

Estamos usando o aplicativo do Wunderlist para auxiliar nas listas e o IMDb que sem dúvida não poderia faltar! Com o IMDb fazemos check-in nas redes sociais, com a hashtag do projeto, seguida pelo número do filme. Os critérios são mínimos: o filme (que pode ser de qualquer ano) precisa ser inédito para você e é claro, deve ser longa-metragem. Documentários entram na categoria! Inclusive a Lu contou que assistiu Blackfish na noite passada e gostou bastante.

 .: Cinépolis 

Outra coisa que deixou a gente SUPER feliz foi o convite da Três Comunicação (assessoria que amamox), em parceria com o shopping Ponta Negra e o Cinépolis, para a premiere do filme Dallas Buyers Club, em uma sessão VIP para a imprensa, numa noite bem animada e confortável, com direito a mini-burgers e muita pipoca doce and salgada #projetobeyoncefail #devezemquandopode.

CINEPOLIS2

Além do filme ser deveras emocionante (não tem como não ficar impressionada com a atuação dos musos Jared Leto e Matthew McC), gostamos demais da iniciativa diferenciada, principalmente por ver produções do nível chegando em Manaus. Afinal, quem mora na cidade sabe que a cena cinematográfica só agora tem ganhado mais espaço, e de vez em quando a gente ainda sofre com a falta de opção. Já era fã do Cinépolis quando conheci a rede em San Diego e amei saber que a capital Amazonense receberia um também, ainda mais pela diversidade nas estreias. Parabéns aos envolvidos! :D

cinepolis1CINEPOLIS3
Eita que o post tá GIGA! Era a saudade hehe. Vou parando por aqui e já queremos saber o que vocês tem assistido ultimamente!

posts relacionados

10

mar

2014

Uma reflexão e um pedido de desculpas

Por Camila Martins

photo

Você provavelmente já deve ter cruzado com a frase “faça o que você ama” – no sentido profissional da colocação – certo? Afinal, esse tem sido o mantra da nosa geração que procura acima de tudo, a realização na sua área de atuação, a real felicidade proveniente daquilo que se tem colocado as energias, dia após dia. No entanto, a filosofia por algum tempo repercutida, logo encontrou seu prazo de validade, quando os furos na teoria começaram a aparecer, machucando muita gente. O que parecia um ideal possível, se revelou utópico, e uma verdadeira armadilha, como sabiamente discutido em outras publicações, que inclusive nos ajudaram a nomear sentimentos e entender certas frustrações.

E é sobre isso que eu quero falar hoje, tentando abrir a semana com verdade e compromissos – com esse espaço, com nossas leitoras e nós mesmas também. Quem vem acompanhando a trajetória ou conhece um pouco do que a a gente se propõe a fazer com o blog, sabe do quanto esse sonho é especial e vai muito além de uma brincadeira de horas vagas ou vontade de tê-lo como extensão da nossa carreira no jornalismo. E digo isso porque boa parte da matéria bruta envolvida no surgimento dele, veio dessa urgência em fazer o que trazia o mínimo de satisfação para o coração.

Além do Glammood, temos outros projetos, e um que foi colocado em prática e tem demandado bastante de nós duas é a E-release, uma assessoria para a internet que tem nos deixado muito empolgadas, mas por não querer me aprofundar no tópico ainda, depois explicamos melhor a respeito dela. O fato é que nos envolvemos o suficiente para perceber que é mesmo uma delícia poder dizer “eu trabalho com que amo”. É gratificante sim ver resultados e colher os árduos frutos dessa escolha, que na maioria das vezes vem seguida de vários “mas o que é que você faz mesmo que eu ainda não entendi?”.

Na real, existe aquela parte pouco explorada. Se fala sobre a euforia do início e logo se pula para as vitórias do final, onde as metas já foram atingidas, todo mundo é rico e famoso, dando entrevista na Marília Gabriela, viajando o globo e palestrando no TED. Ter pessoas que chegaram no lugar que você almeja estar um dia e realmente buscar inspiração nelas, é lindo e até importante, porém, em dosagens erradas, pode ser nocivo. Mirar apenas no sucesso, ao invés de encorajar, tira o ânimo. É aquela história de que a comparação é a ladra da alegria – é a mais pura verdade. Agora, vai parar para olhar o caminho de batalhas; de portas na cara; de insônia ou de saidinhas com os amigos abdicadas. Quantas vezes que nossos heróis, de carne e osso, assim como eu e você, pensaram em desistir? Esquecemos de nos fazer essa pergunta. Confesso.

Eu mesma ainda luto contra o pânico que quer paralisar meus músculos quando vejo uma pessoa mais nova do que eu ou até mesmo da minha idade, com livros publicados, fazendo suas grandes ideias acontecerem e organizando as finanças com responsabilidade. Nessa hora, é claro, surge aquela vozinha com um “e se eu tivesse aberto outra porta” para tirar o sono. E aí preciso lembrar em primeiro lugar que uma história nunca é igual a outra e em segundo, eles também passaram pelo meio. O meu meio, assim como o da Lu e o seu, faz parte de uma jornada única, cada uma com seus ingredientes. Uma coisa é certa, não foi na zona de conforto que tudo tomou forma.

Colocando esses pontos em perspectivas a gente faz uma analogia entre o “faça o que você ama” e o “fique com quem você ama ou te faz feliz”, quero dizer, os sonhos e os relacionamentos, que depois de uma certa idade e algumas quedas, a casca engrossa e se entende enfim que eles são na verdade escolhas. É decisão diária de querer continuar lado a lado com aquela pessoa, com todas as dificuldades do processo. Aquela pessoa que nem sempre vai te fazer feliz e que mais do que de vez em quando, vai te tirar do sério. Não é assim com o seu trabalho? Mesmo aquele que só de pensar, já te fazia sorrir todo boboca. Não é fácil, mas nada que valha realmente a pena vem com facilidade.

As pedras do caminho tiraram um pouco do fôlego, a agenda apertou aqui e ali, a realidade do mercado frustraram expectativas e o tamanho do tabuleiro, que por vezes veio acompanhado de uns “volte duas casas”, assustaram também. Mas como minha mãe gosta de dizer, “a smooth sea never made a skilled sailor”. Quando a gente ajusta o foco, pára de fixar os olhos no que ainda não foi feito e olha para o caminho trilhado, para o sonho de tantos anos… vê que vale a pena. Que faz parte.

Desculpem pela ausência? Não foi descaso, não desistimos e queremos voltar cheias de dedicação, novas ideias e criatividade. Saudade de vocês, saudade do blog, de compartilhar e ouvir de volta. Let’s do this! Antes tarde do que nunca, não é verdade? Amor é decisão, na vida a dois e na profissão.

posts relacionados

24

fev

2014

Inspira: hoje é o dia

Por Camila Martins

Hoje vamos começar uma nova tag aqui no blog, que vai funcionar mais ou menos como uma crônica, só que não necessariamente daquela maneira. Não entendeu nada? Não tem problema, eu explico melhor, até porque ficou confuso mesmo hehe. 2013 foi sem dúvida um ano didático (pelo menos por aqui), de reflexões diárias sobre o caminho trilhado, escolhas, atitudes e inclusive pessoas que precisaram ir embora, para que houvesse o crescimento necessário para receber 2014 de coração e braços abertos.

Com isso em mente, lembrei ainda o quanto textos, músicas ou nesse caso, frases, podem servir de inspiração e tem sim o poder de mudar o rumo do nosso dia, e por que não, da vida. É questão de mantra, de anotar em qualquer lugar visível ou simplesmente pinar no Pinterest. Coisa que pratiquei, dando o nome de “Class of ’13″ – uma compilação de pequenas lições cheias de significado, muito úteis em diferentes momentos. Aqui no Glam, vou postar uma por uma ao longo desses 12 meses, para não esquecer, elaborar de forma plena o significado desses versos e continuar a colocá-los em prática em 2014. Esperamos que sirvam de inspiração para vocês também. :)

frases inspirações

Desde dietas que só começam na segunda-feira até sonhos constantemente adiados, o “algum dia” gosta de virar prioridade na frente de nossos planos. A gente tem mania de se esconder atrás dessas duas palavras que vêm inclusive acompanhadas de justificativas muito bem elaboradas, que acabam por nos convencer de que agora não é o melhor momento.

Desculpas como “o ano já começou”, “a semana está na metade” ou “o dia está quase no fim” parecem tentadoras, mas a verdade é que a coisa não vai para frente sem ação e o primeiro passo pode sim ser dado agora. Vamos fazer do hoje o nosso “algum dia” e parar de uma vez por todas de colocar a vida na sala de espera. Today is someday!

posts relacionados

Autoras
pesquise

 

parceiros