05

mar

2015

Links que amamos #21

Por Camila Martins

Por pouco os links dessa semana não vieram repletos de vídeos da Jout Jout. Estamos ambas viciadas nesse canal do YouTube e querendo fazer parte do círculo de amizades da Julia! Que menina engraçada e autêntica. Vocês também a acompanham? Mas além disso, alguns textos interessantes roubaram nossa atenção – tem relacionamento e resquícios do Oscar; uma boa ideia para cortar a reclamação; segredinhos por trás do figurino de Claire Underwood e até decoração, com uma parte da casa de Jessica Alba.

links1

Jessica Alba abriu as portas do seu quarto para o site Domaine e mostrou o resultado da reforma que ela fez, com direito a ‘Antes’ e ‘Depois’. Se engana quem pensa que o espaço é mais uma daquelas casas milionárias de celebridades, cheias de coisas impossíveis – o da Jess (íntimas) é inspirador, com várias coisinhas que podemos dar o ‘Ctrl C + Ctrl V’ para o nosso lar doce lar.

links2

A Jéssica Delalana, do site Casal Sem Vergonha, escreveu um texto bem sensato, intitulado ‘O amor vem devagar, o resto é apenas pressa‘ que faz uma reflexão sobre a urgência de amar e de pular etapas no início dos relacionamentos. Para quem está passando por essa fase, que é crucial em qualquer namoro, vale a leitura.

DV1973325

O discurso feminista da Patricia Arquette na cerimônia do Oscar 2015 foi um dos assuntos mais comentados na semana, mas não foi só atriz que deu uma chacoalhada na cerimônia. O Rafael Nerdini, do Papo de Homem, fez um texto (excelente por sinal!) sobre o efeito manada dos discursos em favor das minorias que tomaram a premiação esse ano.

links4

A Jout Jout fez uma reflexão interessante sobre o fato de que apesar das mídias sociais como o Facebook ou Instagram, estarem repletas de fotos de gente feliz, a realidade é que está todo mundo mal. Afinal é normal passar os olhos pelo feed de notícias um tanto frustrado ou quem sabe meio deprimido, e se sentir um peixe fora d’água entre retratos de sorrisos e fins de semana na praia.

links5

Reclamar até das pequenas coisas parece fazer parte da rotina de todo mundo, principalmente na internet, e passar pelo menos um dia sem se lamuriar por aí não é nada fácil, no entanto, a Leah Shapiro aceitou o desafiou de passar um mês em abstinência de queixas e nessa matéria do Fast Company, a gente pode saber qual foi o resultado. Além do relato, o texto traz dicas – e razões – para adotar a ideia.

links6

Além da trama de tirar o fôlego, outra coisa que chama atenção em House of Cards é o figurino profissional e elegante de Claire Underwood, papel interpretado pela talentosa Robin Wright. O site da InStyle entrevistou Kemal Harris, o responsável pelo estilo da personagem, que por acaso é também o stylist de Wright fora das telas. Ele conta algumas curiosidades acerca de suas escolhas para o guarda-roupa de Claire, e traz ainda três segredos que você provavelmente não sabia.

E vocês, o que andaram lendo por esses dias?

posts relacionados

04

mar

2015

[Editorial de março] – Os blogs vão morrer?

Por Luana Ribeiro

Como começar um blog

By Brite and Bubbly 

Somos apaixonadas por blog, não só por fazer mas também por ler. Vários e o tempo todo. Nós vivemos trocando links de posts bacanas, ideias geniais e de gente fazendo as coisas acontecerem na internet. Mas eis que há alguns dias leio esse texto: O fim dos blogs, do Pedro Dória, do jornal O Globo. O colunista sustenta sua tese se baseando pela decisão do jornalista Andrew Sullivan de encerrar seu blog ‘Daily Dish’ após 15 anos de postagens.

O ex-blogueiro justificou o encerramento dizendo que quer tempo para escrever um livro, mas o autor do texto acredita que o motivo seja a perda de força dos blogs para as redes sociais. “Para fazer grandes audiências, hoje, blogs precisam curvar-se ao que é viral nas redes sociais. Viral é tudo aquilo de fácil assimilação. É o sensacional. É o que causa impacto. É a emoção rápida: pode ser indignação, pode ser um riso. Mas é inevitavelmente raso”, diz Pedro Dória.

É um fato a ser encarado, os blogs já não são como antigamente. Mas não diria que eles morreram – ou estão morrendo – e sim amadurecendo. Hoje estamos vivendo um auge das redes sociais e a alcunha de blogueiro é usada por qualquer pessoa que tenha algum destaque na internet compartilhando alguma coisa. O Instagram está cheio.

Mas que como vemos na curta história da internet, o boom tem sempre data de início e término. mIRC, ICQ, MSN e o Orkut estão aí para provar. O blog já se solidificou, já passou por altos e baixos, mas não morreu. Acredito nele e na sua força.

Tem muita gente querendo explorar isso e tem muita coisa a ser explorada. Como o próprio autor disse, “a internet não está pronta”. E acrescento: nem os blogs estão. Toda afirmação ou veredicto sobre qualquer coisa relacionada ao assunto – e até sobre internet – é cedo demais.

Faço (e desfaço) blogs há 14 anos, vi muitos nascerem, morrerem e renascerem. Me surpreendo a cada dia com essa rede. Quase toda semana recebo inbox de amigos, colegas de trabalho e até desconhecidos querendo saber como fazer um blog. E todo dia conheço um ‘novo’, surpreendente e que já entra para a lista de favoritos.

E se algum dia os blogs morrerem, que a delícia de blogar permaneça! E que março venha com esse espirito. :)

posts relacionados

26

fev

2015

Warner Bros VIP Studio Tour

Por Camila Martins

E mais uma vez o Glammood está ~vivendo a vida sobre as ondas~ na California! O que significa que a nossa seção do coração, Cali Mood, volta a ganhar novos posts a partir de hoje. Nessa viagem consegui conhecer lugares diferentes e não vejo a hora de contar por aqui, mas por enquanto, vou começar por Los Angeles, mais necessariamente pelo Warner Bros VIP Studio Tour, que pela primeira vez tive a oportunidade de fazer, com mais duas amigas brasileiras, a Raquel e a Carol (beijo, meninas!) que estavam de passagem pela cidade.

Falou em seriado, eu logo saio correndo para continuar a conversa. E se você também gosta de acompanhar séries de TV e pretende passar por LA, esse tour precisa entrar na lista de passeios. A diversão começa logo que você entra no prédio da Warner, no Tour Store & Center, e se depara com os mais variados souvenirs, que vão de camisetas, a canecas, toy art e outras coisinhas, de shows como Friends, Gilmore Girls (<3), Pretty Little Liars, Game of Thrones, The Big Bang Theory e mais. Dá vontade de comprar absolutamente tudo e sinceramente, não achei o preço salgado – o problema é consolar o bolso – dureza!

warner bros vip studio tour1

Ingressos
Fomos em uma segunda-feira, lembro que chegamos um pouco mais de meio-dia e compramos nossas entradas na hora, para o tour em inglês mesmo, só que tivemos que esperar bastante, o próximo começava às 14h45. Isso não foi um problema, já que tem bastante lugar para sentar, a lojinha em si é uma graça e há ainda um Starbucks e um Villa Dolce gelato, lá dentro.

Os tours acontecem diariamente de 8h15 as 16h, sendo que o em espanhol, é de segunda a sexta, às 12h15 e às 15h15. Todos US$ 54 por pessoa. Quem quiser pode comprar o seu online mesmo! E existe a opção de fazer um tour em português, mas nesse caso é necessário ligar e agendar com antecedência, mais ou menos uma semana antes, só para garantir. O estacionamento fica no gate 6 e custa US$ 7.

ingressos warner vip tourwarner-bros-tour_0001111

O tour – 2h15min de duração
Quando chegou a nossa hora, todos os grupos entraram em uma sala de cinema, onde você assiste um filme rápido falando um pouco sobre a história da Warner Bros. e é claro, do que se pode esperar da experiência de conhecer os bastidores dos estúdios. Logo em seguida os guias – que por sinal são super animados and engraçados – entram também e chamam a sua turma para dar início ao passeio!

Ele te leva pela cidade cenográfica que já fez – e ainda faz – parte de vários filmes e seriados. É bastante dinâmico e ele interage bem com o público. A princípio vai falando o nome de algumas séries e pede para o grupo sinalizar (com um gritinho hehe) se é do seu interesse ou não, assim ele mede a popularidade dos seriados em questão e fica sabendo onde focar durante a visita. É bem interessante reconhecer os cenários que por anos a gente pôde acompanhar em Gilmore Girls, por exemplo, Stars Hollow é aquele lugar inteiro! Fiquei em estado de euforia (sério!).

Gilmore_girl_houseWARNERTOUR1

Às vezes uma cena apenas é gravada ali ou em uma das casas, de repente. Alguém aí assiste Shameless (US)? A entrada do Alibi é ali, por exemplo. O seriado se passa em Chicago e eu ia morrer, sem saber que é filmado na verdade, em Los Angeles mesmo, e apenas as externas na cidade central da trama. Senti que foi revogada minha carteirinha de fã!

shameless warner bros vip tour

No tour acontecem várias paradas estratégicas e assim o guia leva o grupo para dentro de algumas casas, onde ele explica o precesso de gravação e como realmente isso funciona. Não assisto mais nenhum seriado com os mesmos olhos! Hahaha. É bacana porque durante o passeio ele relembra de uma cena ou outra de PLL, The Mentalist ou The Big Bang Theory e mostra onde aquilo aconteceu e quando você de fato acompanhou o momento na telinha, a experiência fica ainda mais interessante.

Aparentemente os diretores alugam o local e tem liberdade criativa de fazer o que der na cabeça, contanto que ao final de tudo, devolvam da maneira que encontraram. Lá eles ainda existem vários escritórios – também alugados para shows em produção, departamento de figurino e até de construção de cenários – tudo feito ali. Tem um acervo gigantesco com muitos lustres, mesas e objetos de decoração dos mais variados que já fizeram parte de algum filme hollywoodiano e que não só podem, como de fato são, alugados para muitas séries e longas do cinema.

WARNERTOUR2WARNERTOUR4 WARNERTOUR5

Outra coisa que o nosso tour guide comentou, é que nenhuma visita é igual a outra e que é possível encontrar algum artista ou diretor andando por lá, e até mesmo presenciar o momento de gravação de alguma série. É sempre uma surpresa, porém, é claro que no dia que a gente foi, aconteceram VÁRIOS NADAS! Hahahaha. Mesmo assim valeu super a pena.

Além da cidade cenográfica, tivemos ainda a chance de conhecer o estúdio de gravação de Two and a Half Men, que inclusive foram umas das últimas oportunidades, já que a série (grazadeus!) chegou ao fim. Lá dentro não podia tirar foto, mas foi legal conhecer o local e o estilo de gravação, com platéia, como acontecia com Friends. Não sabia disso até então, mas todas as risadas que a gente escuta ao fundo em séries do gênero são reações reais. O roteirista e o diretor ficam ali na frente do público durante as filmagens e se por acaso uma piada não fez muito sucesso, eles param tudo e reescrevem a cena na hora. A gente que assiste de casa só recebe o produto final.

WARNERTOUR3

Ah, tivemos o gostinho de ver um pedaço do cenário de Friends também! Alegria define. 

IMG_3527

Conan e The Ellen DeGeneres Show são gravados ali e é possível comprar ingressos online para fazer parte da platéia, só que aparentemente o da Ellen é o mais requisitado e a fila de espera é absurda.    

Durante o nosso tour conseguimos pegar ainda The Batman Exhibit e uma outra exibição que homenageava a saga Harry Potter (em menor proporção). Particularmente, a do Batman foi minha preferida (<3). Os batmoveis mais icônicos, como Tumbler, Batmobile e Batpod, entre outros, estavam lá. Vilões e demais personagens em tamanho real, todas as máscaras usadas na tragetória cinematográfica e elementos que fizeram parte dos filmes, também! Ambas são sazonais, então dentro de alguns dias algo diferente vai ser exposto lá.

batman 1 batman 2 dannyk1

Bom, recomendo o tour! É divertido, dinâmico e bastante informativo.
Para saber mais é só acessar o site!

warner studio tour2

Isso é tudo, pessoal! :)

posts relacionados

25

fev

2015

Casa nova: sala de estar e home office

Por Luana Ribeiro

Mudança dá uma trabalheira, mas depois da parte chata de desencaixotar tudo, limpar e arrumar, vem a minha preferida: a decoração. Me mudei recentemente e apesar de não ter organizado ainda a casa por completo, já estamos (eu e o digníssimo) definindo alguns ambientes do lar, tentando deixar o espaço confortável e com a nossa cara.

O primeiro foco foi a sala, porque era nosso maior “problema” onde morávamos anteriormente. Não tínhamos onde guardar os DVDs e livros, e eles acabavam entulhando. No primeiro momento pensamos em comprar uma estante pequena dessas de MDF, só que como tivemos alguns gastos decidimos reaproveitar algumas prateleiras antigas que eram do meu quarto quando criança e estavam sem uso na casa dos meus pais.

Eu sou apaixonada por móveis de madeiras e antiguidades. Qualquer coisa antiga, esquecida no canto, já penso em reaproveitar, pintar ou adesivar! E o Giuliano topa minha loucuradas com a maior disposição. Algumas dão certo, e outras saem uma caca hahaha, mas é tão bom ver um ~projeto~ saindo do papel. Fora que essas coisas tem aquela história de memória afetiva e deixam a casa tão mais graciosa #euacho.

Dessa vez eu decidi fotografar o antes e depois para compartilhar aqui.

Pintura madeira amarela

Essas prateleiras devem ter seus 20 anos, mas estavam em bom estado, só alguns arranhões e amassados, mas nada muito aparente. Eu tinha certeza que queria ela preta, mas quando comprei uma revista de decoração e vi uma prateleira amarela em uma salinha de estar com parede cinza, eu decidi pela cor. Eu comprei todos os materiais, falei das ideias, mas quem as executou foi o meu pai, meu primo Manoel e o Giuliano. Fiquei de assistente dando os pitacos :P mesmo assim, pintei uma das delas um pouco só para me sentir fazendo parte hauahau…

O resultado ficou melhor do que eu esperava. Agora elas já estão na minha sala devidamente instaladas. Assim como na outra casa, o ~tema~ da decoração do home office e da salar de estar é música e cinema. Então colocamos alguns elementos que lembrem isso para deixar mais legal. Como meu marido aproveita mais a sala que eu, achei bacana não interferir muito e deixar minhas frescurinhas (hello kitty, coisas rosas…) para outro espaço da casa… que em brevo espero mostrar aqui.

Antes e depois sala de estar

Ok, espalhei algumas coisinhas minhas por aí hahaha… como essas luzes-bolinhas rosas (da Imaginarium), que são para um outro ambiente que estamos decorando aqui, mas enquanto isso ela está morando aí. Já providenciei uma prateada igual para ficar no lugar.

A decoração das prateleiras não está 100%, ainda está em construção, falta arrumar direitinho. Mas quis compartilhar parte do processo aqui com vocês :)

Meus gastos com as tintas, lixas e pincéis, foram mais ou menos de R$ 80. A estante que eu queria comprar era R$ 500 e tantos. Para quem quer mudar de algum espaço da casa, mas precisa economizar para viajar nas férias, por exemplo, fica a dica. Não fica perfeito com cara de revista, mas fica com a nossa cara e com muito mais amor envolvido <3 né?

less house more home - casa

Menos casa, mais lar

posts relacionados

Autoras
pesquise

 

parceiros