Os pepinos espanhóis não estão contaminados

TweetEl governo português não descarta pedir a Alemanha uma compensação depois que reconhecessem que os pepinos espanhóis não foram os responsáveis pelas mortes causadas por E. coli hemorrágica. A UE esta estudando o caso e espero que em breve tenhamos notícias sobre como se resolverá este lamentável assunto que esta fazendo perder milhões …

Marilo Montero

O governo espanhol não descarta pedir a Alemanha uma compensação depois que reconhecessem que los pepinos espanhóis não foram os responsáveis pelas mortes causadas por E. coli hemorrágica. A UE esta estudando o caso e espero que em breve tenhamos notícias sobre como se resolverá este lamentável assunto que esta fazendo perder milhões ao setor agrícola.


Hoje, a senadora de Saúde de Hamburgo, Cornelia Prüfer-Storks, que em um primeiro momento, apontou para os nossos produtos hortícolas, como possível foco de infecção, informou que os pepinos espanhóis não são a fonte do surto da bactéria E. coli hemorrágica (variante da E. coli), que até agora causou 15 mortes, a maioria mulheres de idade avançada, e tem afetado mais de 1.400 pessoas na Alemanha, 570 destas vivem em Hamburgo. Prüfer-Storks expressou no jornal Hamburger Abendblatt”, que os testes realizados em laboratório mostraram que a bactéria descoberta em que os pepinos espanhóis não é a mesma que foi encontrada nas fezes de pessoas afetadas. Aparentemente, esta última, seria uma variante da E. coli muito mais agressiva e resistente a certos antibióticos.


O Instituto de Higiene de Hamburgo mantém por agora, a busca da fonte de infecção, realizando testes de tomates, pepinos e alfaces de diferentes mercados, lojas de alimentação e restaurantes de Hamburgo.


Nesta manhã, a ministra da Saúde, Leire Pajín, falou com a imprensa e enfatizou o fato de que, até agora, ninguém foi infectado na Espanha, com a bactéria E. coli, o consumo de vegetais e produtos hortícolas. Foi comentado que os dois espanhóis que têm apresentado sintomas semelhantes aos que apresentavam as pessoas envolvidas na Alemanha, haviam viajado o país fazia poucos dias, por isso mancha a estes casos de “importados”. “Ainda estamos falando do foco na Alemanha e em nenhum caso em Portugal”, sublinhou a ministra Pajín em declarações aos meios de comunicação.


Agora você deve ser quando o governo alemão faça as devidas declarações desculpando-se das acusações pouco bem sucedidas que têm feito e que tanto dano causaram aos agricultores espanhóis, que por se não bastasse ter que lidar com o fator climático, os intermediários, a crise que atravessa o país, a queda dos preços dos produtos e o aumento dos custos de produção, agora, além disso, devem lutar para salvaguardar o reconhecimento e a qualidade de seus produtos.


Espero que se resolva logo o problema e os encorajo a todos a comprar os vegetais de nossa terra, vegetais de valor nutricional e características organolépticas insuperáveis.


No próximo post falarei sobre as magníficas propriedades que tem o pepino; vegetal da família das cucurbitáceas, a que também pertencem a outros vegetais como o melão e a melancia.


Saudações e a comer pepinos!!


Fonte http://www.elmundo.es