Como Organizar as Finanças Pessoais em 05 Passos!

Organizar as Finanças Pessoais e planejar nossos investimentos não deve ser uma tarefa árdua e cansativa. Com o avanço da tecnologia e dos serviços prestados, existem muitas soluções que podem trabalhar a favor de nossa organização diária.

Iniciar uma jornada de acumulação de capital para investir, organizar as finanças pessoais e realizar seus sonhos é o que todas as pessoas desejam. Desejam, mas muitas vezes não fazem nada para que isso se torne realidade. Para isso, é preciso dar o primeiro passo, provavelmente o mais difícil, porém, uma vez que a caminhada já tenha sido iniciada, todos os outros passos serão mais amenos. Após alguns passos, chegará o momento em que tudo isso será apenas uma questão de hábito. Chegará o momento em que poupar dinheiro e organizar as finanças pessoais se tornará algo automático e prazeroso. Você verá seus sonhos cada vez mais perto da realidade. Este é o grande objetivo do planejamento financeiro: A concretização de sonhos.

No artigo de hoje trataremos sobre algumas dicas sobre como organizar as finanças pessoais que, se implementadas com sucesso, lhe ajudarão em suas tarefas do cotidiano. Disponibilizaremos no final do artigo também uma planilha de finanças pessoais para que você consiga iniciar o ano com o pé direto.

Vamos lá!

01) Desenvolva e organize seu orçamento

A primeira coisa a se fazer ao organizar as finanças pessoais é montar uma planilha detalhada com os gastos mensais e, com base nela, estimar quanto sobra no final do mês. Ao final deste artigo disponibilizamos uma planilha que auxiliará você nesta tarefa.

O objetivo aqui é listar todos os seus gastos, tanto as despesas fixas quanto as variáveis. Trate isto como um monitoramento de tudo que você gasta, anotando em sua planilha, pois assim você consegue identificar todas as formas de saída do dinheiro.

02) Reduza os gastos, poupe e invista

Ao identificar as formas de saída do seu dinheiro, você conseguirá reduzir os gastos de forma substancial. A ideia funciona muito bem para ajudar a investir quando não é possível encontrar novas formas de ganhar dinheiro.

O próximo passo é o de poupar. Economize e invista para não cair em tentação. Ao deixar o dinheiro disponível na conta corrente ou ao alcance dos olhos, você poderá cair em tentação e arrumar um destino rápido para ele.

Na fase dos investimentos, devemos priorizar as modalidades as quais possuímos relativo conhecimento e capacitação. Caso seja um iniciante, talvez seja recomendado investir em títulos de renda fixa (CDB’s, LCI’s ou LCA’s) enquanto você se capacita em modalidades de investimento mais rentáveis. A capacitação é essencial para utilizar o pleno poder dos juros compostos a seu favor, reduzindo de forma drástica o tempo de acumulação de capital.

03) Defina metas e monte um planejamento de longo prazo

Você precisa fazer metas para alcançar seus objetivos. As metas são muito importantes porque você consegue transformar em números os seus resultados e consegue verificar se tudo está indo conforme o planejado ou não. Importante ressaltar que para o bom andamento das metas é essencial que sejamos prudentes e realistas no estabelecimento das mesmas. Tem muita gente que adora acreditar que seus investimentos vão render 30% ao ano, que terão aumento de salário todo o ano de 20% ao ano, entre outras coisas. Para definir as metas é recomendável primar pela racionalidade. Estime metas passíveis de serem cumpridas. O sentimento de realização é melhor do que a frustração por não ter atingido os objetivos estipulados.

04) Utilize os recursos tecnológicos a seu favor

Utilize a tecnologia a seu favor na hora de organizar as finanças pessoais. A incomodação de esquecer de pagar uma conta pode ser muito grande e é fácil evitar o risco de atrasar o pagamento de contas e prejuízos com multas por causa de um simples esquecimento: basta colocar em débito automático os compromissos financeiros programados, como conta de celular, água e luz. A maioria dos bancos oferece este serviço de forma gratuita, basta fazer o cadastro da da conta a ser debitada em sua instituição bancária. Desta forma, qualquer cobrança feita por essa empresa será debitada automaticamente da sua conta corrente no dia de vencimento estipulado.

Se você não tem disciplina para poupar, saiba que existem soluções bancárias que transferem, de forma automática, parte dos seus recursos para a poupança ou para fundos de renda fixa. Informe-se com sua instituição e utilize estes recursos.

05) Defina prazos para revisar os investimentos e contas bancárias

Revise periodicamente o valor de tarifas e juros cobrados em financiamentos e também o rendimento de suas aplicações financeiras. Pesquise o mercado e veja se você não encontra melhores opções para suas contas por preços mais atraentes. Pesquise também as alternativas de investimento disponíveis para certificar que seus investimentos estejam lhe proporcionando o maior retorno possível.

Para finalizar, recomendamos a vocês uma série que escrevemos um tempo atrás que promete mudar a sua vida financeira em 07 semanas. Confira:

Organizar Minhas Finanças: Mude de Vida em 07 Semanas!

Deixamos abaixo também o acesso para download da planilha de controle financeiro a qual comentamos lá no início da postagem. Façam bom proveito e utilizem ela sem moderação!

Planilha de Orçamento Financeiro

Insira o seu melhor email abaixo e baixe agora a sua planilha de orçamento financeiro.

Por hoje era isso, pessoal.

Um abraço e até a próxima!

Veja Também:http://www.portal-rp.com.br/metodo-trader-milionario-funciona/